3 de noviembre de 2011

SEMANA DE LA CONCIENCIA NEGRA - CANTIGA

A veces me chaman de nêgo
Pensando que eu vou me humilhar
Só que eles não saben
Que isso me faz lembrar
Que eu venho daquela raça
Que lutou pela liberdade

Eu gosto de maculelé
Acredito no candomblé
Mais eu tenho sorriso no rostro
A ginga no corpo, e o samba no pé
Mais eu tenho sorriso no rostro
A ginga no corpo, e o samba no pé


Capoeira poderosa, uma luta de libertação
Só que hoje, aquí nesta roda
Eu quero jogar com meu irmão


Camarada que é meu
É meu irmao


(Mestre Curió)

No hay comentarios:

Publicar un comentario en la entrada