9 de diciembre de 2011

FALLECIMIENTO DE MESTRE JOAO PEQUENO DE PASTINHA


Mestre Joao Pequeno de Pastinha


Prestes a completar 94 anos (em 27 de dezembro), 79 deles dedicados à capoeira, o mestre João Pereira dos Santos, mais conhecido como Mestre João Pequeno, morreu nesta sexta-feira, 09, em Salvador, em decorrência de uma infecção intestinal, segundo fonte próxima da família. Ele estava internado no Hospital Teresa de Lisieux. O corpo do capoeirista será enterrado neste sábado,10, às 16 horas, no cemitério Bosque da Paz, em Nova Brasília.
Considerado o mais antigo discípulo de Mestre Pastinha – tido como o maior difusor da capoeira angola no país e morto em 1981 –, Mestre João Pequeno nasceu no município de Araci (a 210 km da capital baiana), em 1917.
Aos 15 anos, em 1933, fugindo da seca, andou até à cidade de Alagoinhas, e depois até Mata de São João, onde trabalhou por dez anos em uma plantação de cana de açúcar. Foi lá onde ele conheceu a capoeira.
“Eu acho que a cultura afro perde uma referência de maior importância no movimento da capoeira no mundo”, disse o mestre Bamba, da Associação de Capoeira Mestre Bimba, no Pelourinho.
Para a vereadora Olívia Santana (PT), companheira do capoeirista na luta pelo  movimento negro, o adeus a João Pequeno tem de ser com muita altivez e dignidade. “Ele era um embaixador da capoeira brasileira, em nome da Bahia, no mundo”, disse a vereadora.
Cobrador de bondes - Aos 25 anos, João Pequeno se mudou para Salvador, onde trabalhou como cobrador de bondes e na construção civil, chegando a se tornar mestre de obras. Em 1945, inscreveu-se no Centro Esportivo de Capoeira Angola, congregação de capoeiristas coordenada pelo Mestre Pastinha.
Desde então, João Pereira passou a acompanhar o mestre, que logo lhe ofereceria o cargo de treinel. Algum tempo depois, João Pereira tornar-se-ia então o Mestre João Pequeno, ou João Pequeno de Pastinha.
No final da década de 1960, quando Pastinha não podia mais ensinar, passou a direção da academia de capoeira para João Pequeno. Lá, Mestre João Pequeno ensinou capoeira a outros grandes mestres baianos, dentre eles João Grande, que tornou-se seu grande parceiro de jogo, assim como Morais e Curió.

No hay comentarios:

Publicar un comentario en la entrada